Armação


São muitas as marcas de armações de óculos disponíveis no mercado. Giorgio Armani, Empório Armani, Vogue, Diesel, Guess, Ray Ban e Donna Karan são algumas das mais famosas. Mas outras igualmente lindas despontam no mercado internacional entre as mais disputadas como Red or Dead, Speedo e Tommy Hilfiger.

Enquanto que os primeiros óculos eram usados principalmente para auxílio da leitura, hoje em dia os óculos são mais do que simples próteses de correcção de deformidades visuais, sendo que, são agora um dos principais acessórios de moda das sociedades modernas. Estima-se que, a cada dia que passa, centenas de novos modelos de armações de óculos são lançados no mercado em novas cores, designs e materiais.

Nos anos 20, após a Primeira Guerra Mundial, a indústria de aviões, que primava pela construção de aeronaves modernas e capazes de alcançar altitudes impressionantes para a época, crescia de forma constante. Os pilotos eram prejudicados pela claridade excessiva do sol sobre as nuvens e sofriam distorções visuais.

Publicidade - LAMG

A força aérea dos Estados Unidos encomendou a Baush & Lomb (empresa óptica americana fundada em 1849), lentes especiais para combater os danos criados pelos raios UV. Foram cerca de dez anos de pesquisas, mas finalmente foram criadas as lentes verdes de cristal especial capaz de reflectir e bloquear um alto nível de luz solar, além de proteger contra os raios ultravioletas e infravermelhos.

O design foi inspirado nas primeiras máscaras criadas para pilotos de avião. Foi baptizado como Anti – Glare Aviator e somente em 1937 passou a ser chamado de Ray Ban (do inglês Ray-Banner ou Raios Banidos), ganhou armação dourada e as ruas do mundo inteiro. Mas foi através do cinema que o Ray Ban obteve grande sucesso. Carregado de estilo, traz uma sensação de liberdade, independência e audácia. Desde 1999, a marca pertence à empresa italiana Luxottica Group Spa. Além do modelo Aviator, o Wayfarers também atingiu grande sucesso, graças a eterna boneca de luxo, Audrey Hepburn.

Deixe um comentário